O segredo da longevidade do povo do "Vale Feliz"

O segredo da longevidade do povo do "Vale Feliz"

Chaudhry Khawar.Flickr
Segundo muitos autores o segredo da juventude e longevidade deste povo reside na sua dieta alimentar (onde as sementes de damasco têm um papel central) e na prática constante de atividades físicas.
As condições geográficas e climáticas obrigam também a viver de forma simples e muito dependente do seu trabalho e esforço para se alimentarem e viverem.
65397_10200863383087900_521840309_nMaria Ly.Flickr
No Vale do rio Hunza, durante o verão, os habitantes de frutas e verduras cruas, e no inverno de damascos secos, grãos e queijo de ovelha.
Gary Romanuk.Flickrhumansofhunza.blogspot.pt
É muito frequente os habitantes viverem mais de 100 anos, as mulheres serem férteis aos 65 anos e não se conhecem casos de cancro nem de muitas doenças.
Um dos aspetos curiosos é o facto de apesar de estarem situados na fronteira da India com o Paquistão, terem imensas parecenças físicas com os europeus.
A beleza, o aspeto saudável e a vitalidade que este povo conserva até idades bastante avançadas têm sido alvo de várias investigações, estudos, visitas e especulações.
Hunza-kid-200x300
“Este povo não é fruto da lenda e a região onde habita não se chama utopia. São os chamados Hunzas e habitam as altas montanhas dos Himalaias. Diz-se deste pequeno povo que vive num vale inóspito, a 3 mil metros de altitude e que está isolado do resto do mundo – que é o povo mais feliz da terra.”  – Chrisitan H Godefroy