Escolher o local

Em primeiro lugar escolha o local onde vai fazer a compostagem, isto é, onde vai instalar o compostor.

O local necessita de ser um espaço com terra pois só assim permitirá o acesso aos microrganismos encarregues de realizar a decomposição dos seus resíduos e simultaneamente a drenagem da água.

Se tiver terreno é fácil:

  • selecione um canto do seu jardim ou quintal com cerca de 1 m2 livre e preferencialmente debaixo de uma árvore de folha caduca (de modo a que no verão tenha sombra sobre o compostor -evitando a secagem do seu interior- e no inverno tenha sol -evitando o seu arrefecimento). Em locais ou em alturas do ano em que a chuva seja frequente/intensa talvez seja conveniente cobrir o compostor com um plástico para que não entre água e interfira com o processo de decomposição.

Se não tiver terreno, vai ter de ser um pouco mais criativo:

  • apresente a ideia ao seu vizinho que tenha jardime que possa eventualmente estar interessado em fazer o processo consigo ou a ceder-lhe um pequeno espaço no seu terreno para que instale o compostor. Repare que ele terá vantagens pois as águas que sairão do fundo do seu compostor servem também como fertilizante para a terra.
  •  apresente a ideia ao condomínio do seu prédio se tiver um pequeno jardim comum. Aqui terá de estudar qual a solução que melhor sirva a todos: a) pode ser apenas você o utilizador do equipamento; b) pode angariar mais alguns moradores interessados em partilhar o uso e supervisão do equipamento; c) pode obter consenso geral e  responsabilizarem o administrador de condomínio a supervisionar o processo.
  • pode ainda sugerir a instalação de um compostor na escola dos seus filhos ou netos e dessa forma será ainda útil a mais famílias.

>>> Recolher os resíduos

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.